Intelligent Design, the best explanation of Origins

This is my personal virtual library, where i collect information, which leads in my view to Intelligent Design as the best explanation of the origin of the physical Universe, life, and biodiversity


You are not connected. Please login or register

Intelligent Design, the best explanation of Origins » Various issues » Perguntas ....

Perguntas ....

View previous topic View next topic Go down  Message [Page 1 of 1]

1 Perguntas .... on Sat Oct 31, 2015 3:51 pm

Admin


Admin
you can join and introduce it to my Facebook group, and expose your needs, and prayer requests.

Hopeline.org :

https://www.facebook.com/groups/460666637413505/

This group has the goal to help Christians to meet evangelical ministers, missionaries, and Bible school students all around the world, in order to be able to help them with prayer, the ability to raise their financial support to help with their overall spiritual growth with Jesus Christ, etc.

Be blessed in Jesus name



For one thing I repeatedly noted the difference in how life is constituted now from how it was likely constituted early on.  While today all life that I know of is cellular, it was my explicit suggestion that the earliest life could have been non-cellular

That is speculation based on NO evidence whatsoever. If life not based on cells would be possible, and existed, we should find some kind of evidence in the fossil record, and eventually such kind of life would still exist today.

Are you saying it’s categorically impossible that proto-membranes might have formed early on?

I say the cell had to arise all at once. No step-wise evolutionary manner was possible.

Cell Membranes, origins through natural mechanisms, or design ?  

http://reasonandscience.heavenforum.org/t2128-membrane-structure#3798

According to this website : The Interdependency of Lipid Membranes and Membrane Proteins
The cell membrane contains various types of proteins, including ion channel proteins, proton pumps, G proteins, and enzymes. These membrane proteins function cooperatively to allow ions to penetrate the lipid bilayer. The interdependency of lipid membranes and membrane proteins suggests that lipid bilayers and membrane proteins co-evolved together with membrane bioenergetics.

The nonsense of this assertion is evident. How could the membrane proteins co-evolve, if they had to be manufactured by the machinery , protected by the cell membrane ?

The cell membrane contains various types of proteins, including ion channel proteins, proton pumps, G proteins, and enzymes. These membrane proteins function cooperatively to allow ions to penetrate the lipid bilayer.

The ER and Golgi apparatus together constitute the endomembrane compartment in the cytoplasm of eukaryotic cells. The endomembrane compartment is a major site of lipid synthesis, and the ER is where not only lipids are synthesized, but membrane-bound proteins and secretory proteins are also made.

So in order to make cell membranes, the Endoplasmic Recticulum is required. But also the Golgi Apparatus, the peroxysome, and the mitochondria. But these only function, if protected and encapsulated in the cell membrane.  What came first, the cell membrane, or the endoplasmic recticulum ? This is one of many other catch22 situations in the cell, which indicate that the cell could not emerge in a stepwise gradual manner, as proponents of natural mechanisms want to make us believe.

Not only is the cell membrane intricate and complex (and certainly not random), but it has tuning parameters such as the degree to which the phospholipid tails are saturated. It is another example of a sophisticated biological design about which evolutionists can only speculate. Random mutations must have luckily assembled molecular mechanisms which sense environmental challenges and respond to them by altering the phospholipid population in the membrane in just the right way. Such designs are tremendously helpful so of course they would have been preserved by natural selection. It is yet another example of how silly evolutionary theory is in light of scientific facts.

Because we know that the atoms that make up the planet now were mostly the same as then.  We know that non-living processes will form compounds that are components of living organisms.

Paul Davies reinforced the point that obtaining the building blocks would not explain their arrangement:

‘… just as bricks alone don’t make a house, so it takes more than a random collection of amino acids to make life. Like house bricks, the building blocks of life have to be assembled in a very specific and exceedingly elaborate way before they have the desired function.’63

An analogy is written language. Natural objects in forms resembling the English alphabet (circles, straight lines, etc.) abound in nature, but this fact does not help to understand the origin of information (such as that in Shakespeare’s plays). The reason is that this task requires intelligence both to create the information (the play) and then to design and build the machinery required to translate that information into symbols (the written text). What must be explained is the source of the information in the text (the words and ideas), not the existence of circles and straight lines. Likewise, it is not enough to explain the origin of the amino acids, which correspond to the letters. Rather, even if they were produced readily, the source of the information that directs the assembly of the amino acids contained in the genome must be explained.


I’m not committed to the early predecessors of cellular life being structured in the same way that modern DNA or RNA is.  All that’s necessary are naturalistic mechanisms that are able to store and reproduce information, which could plausibly have changed incrementally until at some time we see the existence of cells and DNA.

More baseless guesswork and speculation.

Origin and evolution of the genetic code: the universal enigma
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3293468/

In our opinion, despite extensive and, in many cases, elaborate attempts to model code optimization, ingenious theorizing along the lines of the coevolution theory, and considerable experimentation, very little definitive progress has been made.

Summarizing the state of the art in the study of the code evolution, we cannot escape considerable skepticism. It seems that the two-pronged fundamental question: “why is the genetic code the way it is and how did it come to be?”, that was asked over 50 years ago, at the dawn of molecular biology, might remain pertinent even in another 50 years. Our consolation is that we cannot think of a more fundamental problem in biology.


You seem to, for understandable reasons, want to assume that any life has to look like modern life.  That makes it much less likely that all of the complexity that exists could have come from raw materials.  But of course, there are other possibilities.  You act as if the current inability to give a full explanation of abiogenesis ipso facto proves the falsity of abiogenesis.  You have evaluated one abiogenesis hypothesis, and a straw man at that, and therefore concluded that the only theory in competition with theism must be wrong.


http://reasonandscience.heavenforum.org/t2176-lucathe-last-universal-common-ancestor

The last universal common ancestor represents the primordial cellular organism from which diversified life was derived. This urancestor accumulated genetic information before the rise of organismal lineages and is considered to be either a simple 'progenote' organism with a rudimentary translational apparatus or a more complex 'cenancestor' with almost all essential biological processes. Recent comparative genomic studies support the latter model and propose that the urancestor was similar to modern organisms in terms of gene content.

How were ribonucleotides first formed on the primitive earth? This is a very difficult problem.
I look forward to investigations into it and any progress we might make.  Do you?

Why should i ? I have a formed opinion, which i told you already.

Again. How do you possibley know ??
I have all along asserted our mutual lack of knowledge in this field.  You assert that you know.  I’m skeptical of your assertion.

Feel free to keep your skepticism and wilful ignorance, if that position pleases you.

But by all means if your proof is conclusive, do publish and let’s see the consequent scientific consensus that will follow.  Please.  I eagerly await the breakthrough and paradigm shift in modern science.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t1508-will-we-eventually-discover-a-naturalistic-explanation-for-first-life

If a certain line of reasoning  is not persuasive or convincing, then why do atheists not change their mind because of it? The more evolution papers are published, the less likely the scenario becomes. Some assertions have even been falsified. We should consider the fact that modern biology may have reached its limits on several  subjects of biology. All discussions on principal theories and experiments in the field either end in vague suppositions and guesswork, statements of blind faith, made up scenarios,  or in a confession of ignorance.  Fact is  there remains a huge gulf in our understanding… This lack of understanding is not just ignorance about some technical details; it is a big conceptual gap.  The reach of the end of the road is evident in the matter of almost all major questions. The major questions of macro change and abiogenesis  are very far from being clearly formulated, even understood,  and nowhere near being solved, and for most, there is no solution at all at sight. But proponents of evolution firmly believe, one day a solution will be on sight. Isn't that a prima facie of a " evolution of the gap" argument ? We don't know yet, therefore evolution and abiogenesis ? That way, the God hypothesis remains out of the equation in the beginning, and out at the end, and never receives a serious and honest consideration. If the scientific evidence does not provide satisfactory explanations through naturalism, why should we not change your minds and look somewhere else ?


That’s an unsophisticated distortion of my argument.  I’m not appealing in any way from evolutionary processes.  I’m not merely appealing to vast amounts of time, but also of the existence of natural processes that we know would have given rise to components of life.

Which are ??


 How those components then formed more complex components, and then those more complex components could have again assembled into something more complex until we reach a point where life emerges—we don’t know.  But it’s not impossible, and it’s the best hypothesis on the scientific market.


Ahm , we don't know, therefore naturalism. Nice naturalism of the gaps argument, LOL.....


Or you can try to enumerate every possible hypothesis (those currently proposed by scientists and those people haven’t even thought of yet) and disprove each.  So far you’ve disproved only the weakest version of abiogenesis.

We have enough reasons to reject abiogenesis as a viable option.

http://www.evidenceunseen.com/articles/science-and-scripture/the-origin-of-life/

CLAIM: Advocates of this view argue that naturalistic science will eventually explain all mysteries in scientific knowledge. If we allow God to fill in these gaps, eventually he will be displaced, when science explains how life originated naturally.

RESPONSE: I have dealt with the “God of the gaps” argument in an earlier article. However, in addition to that material, we should consider the fact that modern biology may have reached its limits on this subject. For instance, biochemist Klaus Dose writes,

  More than 30 years of experimentation on the origin of life in the fields of chemical and molecular evolution have led to a better perception of the immensity of the problem of the origin of life on earth rather than to its solution. At present all discussions on principal theories and experiments in the field either end in stalemate or in a confession of ignorance.

In his 1999 book The Fifth Miracle, agnostic Paul Davies writes :


  When I set out to write this book, I was convinced that science was close to wrapping up the mystery of life’s origin… Having spent a year or two researching the field, I am now of the opinion that there remains a huge gulf in our understanding… This gulf in understanding is not merely ignorance about certain technical details; it is a major conceptual lacuna.

More recently in 2010, Davies explains,

“All that can be said at this time is that the problem of life’s origin is very far from being clearly formulated, and nowhere near being solved.”

Agnostic microbiologist Franklin Harold writes,

  Of all the unsolved mysteries remaining in science, the most consequential may be the origin of life… The origin of life is also a stubborn problem, with no solution in sight.

We might also point out that the scientific evidence for the origin of life persuaded one of the world’s leading atheists, Antony Flew, to begin to believe in God. In his 2007 book There is a God, Flew explains,

“The only satisfactory explanation for the origin of such ‘end-directed, self-replicating’ life as we see on earth is an infinitely intelligent Mind.”



I don’t know everything in Chemistry, although I am currently working to figure some of it out (unfortunately I’m also busy studying Modal Logic, Electricity and Magnetism, and ancient history—shall I suggest to you that because these subjects lack evidence of a god and you don’t know about them, that therefore you’re just stubborn if you don’t accept my authority in the matter?).  Are you suggesting that I can’t believe anything, just because I don’t know everything?  Only tenured Chemistry professors with the most advanced modern knowledge of the subject are allowed to hold any belief about abiogenesis?  It’s not enough that I know the basic ideas and I know that the subject is a wide-open question in modern science (even though, ironically, evolution is a completely closed matter in the field of Biology, where all of the experts agree—and yet you give hints that you don’t believe in it)?

they agree on what exactly ?? and why ??

No, we all go on the best information that we have at any given time.  Do I believe in evolution like a religion?  No, it has a probability of truth.  A probability that is many times greater than theism, sure

No kidding. How do you possibly know ? You admitted you are not a expert in the field.......


Thats another unsubstantiated claim….....
Again, I’m not attempting to substantiate it.  That’s the work of scientists.  I’m pointing out that naturalism isn’t without any possible answer to abiogensis.

And i am poiting out that abiogenesis is a utterly failed hypothesis. Its simply IMPOSSIBLE.

Abiogenesis is impossible

http://reasonandscience.heavenforum.org/t1279-abiogenesis-is-impossible

A number of researchers have concluded that the spontaneous origin of life cannot be explained by known laws of physics and chemistry. Many seek “new” laws which can account for life’s origin. Why are so many unwilling to simply accept what the evidence points to: that the theory of evolution itself is fundamentally implausible? Dean Kenyon answers, “Perhaps these scientists fear that acceptance of this conclusion would leave open the possibility (or the necessity) of a supernatural origin of life” (p.viii).
1


http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10818565

The origin of the first cell, cannot be explained by natural selection


The cell is irreducible complex, and hosts a hudge amount of codified, complex, specified information. The probability of useful DNA, RNA, or proteins occurring by chance is extremely small. Calculations vary somewhat but all are extremely small (highly improbable). If one is to assume a hypothetical prebiotic soup to start there are at least three combinational hurdles (requirements) to overcome. Each of these requirements decreases the chance of forming a workable protein. First, all amino acids must form a chemical bond (peptide bond) when joining with other amino acids in the protein chain. Assuming, for example a short protein molecule of 150 amino acids, the probability of building a 150 amino acids chain in which all linkages are peptide linkages would be roughly 1 chance in 10^45. The second requirement is that functioning proteins tolerate only left-handed amino acids, yet in abiotic amino acid production the right-handed and left-handed isomers are produced in nearly the same frequency. The probability of building a 150-amino-acid chain at random in which all bonds are peptide bonds and all amino acids are L-form is roughly 1 chance in 10^90. The third requirement for functioning proteins is that the amino acids must link up like letters in a meaningful sentence, i.e. in a functionally specified sequential arrangement. The chance for this happening at random for a 150 amino acid chain is approximately 1 chance in 10^195. It would appear impossible for chance to build even one functional protein considering how small the likelihood is. By way of comparison to get a feeling of just how low this probability is consider that there are only 10^65 atoms in our galaxy.

 I would love for us to learn what happened and how, but currently nobody knows.  Does that mean a god must have done it?  No, it means that possibly it was one of the various theories of naturalistic abiogenesis that we have not *yet* been able to substantiate, or if all else fails, I guess the insanity of theism is all that’s left.

Again. Nice naturalism of the gaps argument... LOL....

Nice evolution of the gaps argument.
Thing is, the gaps keep closing in our favor and against yours.

Nope. Exactly the oposit is the case.



Last edited by Admin on Sat Nov 04, 2017 10:09 am; edited 1 time in total

View user profile http://elshamah.heavenforum.com

2 Re: Perguntas .... on Fri Dec 18, 2015 7:26 am

Admin


Admin
Hello, nice to meet you. You can join and introduce yourself or your ministry at my Facebook group, and expose your needs, and prayer requests.

Hopeline.org :

https://www.facebook.com/groups/460666637413505/

This group has the goal to help Christians to meet evangelical ministers, missionaries, and Bible school students all around the world, in order to be able to help them with prayer, the ability to raise their financial support to help with their overall spiritual growth with Jesus Christ, etc.

Be blessed in Jesus name






A organização básica de células. (a) uma célula bacteriana. O exemplo aqui mostrado é típico de uma bactéria tal como a Escherichia coli,
que tem uma membrana exterior. (b) uma célula eucariótica. O exemplo mostrado aqui é uma célula animal típica.

A célula é a unidade básica na biologia. Cada organismo, quer consiste em células ou  ela é uma célula única. O avanço desde 1953 com a descoberta da estrutura da hélice dupla do DNA por Francis e Crick nos permitiu  compreender melhor como as células são construídas, a genética, e as funções que exercem para permitir a vida. Todas elas condividem o mesmo maquinário e sistema informativo para as funções mais básicas. A vida muda externamente, mas internamente fundamentalmente é similar em todos os organismos. Mediante o estudo e a compreensão das células, suas estruturas e funções  podemos apreciar a engenhosidade espetacular de como são feitas, e nos emocionar com este mundo fascinante. Particularmente importante é a natureza dinâmica da célula, que tem a capacidade de crescer, reproduzir, e tornar-se especializada e também a capacidade de responder a estímulos e se adaptar às mudanças no seu ambiente. A convergência da citologia ( estudo das células), genética e bioquímica fez da biologia celular moderna uma das mais emocionantes  disciplinas dinâmicas em toda a biologia. Não só isso. Este conhecimento nos permite levantar questões sobre as possibilidades e probabilidades da vida ser explicada melhor mediante meras reações químicas naturais aleatórias ou evolutivas, ou se um projeto é mais provável. Nós iremos tentar providenciar respostas também a estas questões. Se este texto ajuda você a apreciar as maravilhas e diversidade das funções celulares e o ajuda a experimentar a emoção de descoberta, e ajudar a certeza de que um criador extraordinariamente inteligente e poderoso existe, e foi o responsável para a criação do universo e da vida em especial, um dos nossos principais objetivos ao escrever este livro  terá sido cumprido.



Last edited by Admin on Fri Nov 03, 2017 8:07 am; edited 1 time in total

View user profile http://elshamah.heavenforum.com

3 Re: Perguntas .... on Wed Feb 08, 2017 4:44 pm

Admin


Admin
Photosynthesis wrote:

"Odds? It's impossible to calculate the odds for abiogenesis Otangelo."

Agreed. We will never have a precise number. But a aproximation is enough. According to Koonin, at his paper "How Many Genes Can Make a Cell: The Minimal-Gene-Set Concept", he gives a figure of a minimal gene set of 250 genes. Another paper, Determination of the Core of a Minimal Bacterial Gene Set, estimates a minimal number of 206 genes. Isn't it remarkable how mainstream science admits irreducible complexity? You can't have a working cell with less than about 200 genes. Whatever cell you point out or imagine of having the minimal number of Genes, is IC.

Chemist Wilhelm Huck, professor at Radboud University Nijmegen
A working cell is more than the sum of its parts. "A functioning cell must be entirely correct at once, in all its complexity,"

Since evolution only begins with self replication, the mechanism to get life to have a first go had to be either luck, or specific constraints of chemical reactions obliguing them to become alive. Since the genetic code is free of constraints and can form any sequence, it wasn't physical/chemical necessity. The only possible alternative mechanism to ID was chance.

If we put a minimal number of 250 different proteins for the most basic cell, then the chance to get this arrangement would be 10 to the 164th power. That equals to impossible by all means.

So you have two irreducible entities: The minimal requirement of genetic information, and a minimal set of proteins and molecules to get a minimal living cell.

The reason that it is impossible is that nobody knows the factors that have to be taken into account. All "odds" calculations that say it's "impossible" come from creationists holding to some weird assumption.

You forget Harold Urey, Richard Dawkins, Paul Davies, Koonin, Mondore, Joseph Mastropaolo, Ph.D, Arthur V. Chadwick, Ph.D.,Michael Denton, Hoyle and Wickramasinghe, Vaneechoutte and many others, which do not buy into that assertion.

"Nobody studying abiogenesis thinks that the first life form had modern proteins that arose by the random assemblage from a soup of amino-acids."

Uhm.... lol.

What about, you ask Larry to introduce you to basic molecular biology ?

http://news.illinois.edu/news/11/1005LUCA_ManfredoSeufferheld_JamesWhitfield_Caetano_Anolles.html
New evidence suggests that LUCA was a sophisticated organism after all, with a complex structure recognizable as a cell, researchers report. Their study appears in the journal Biology Direct. The study lends support to a hypothesis that LUCA may have been more complex even than the simplest organisms alive today, said James Whitfield, a professor of entomology at Illinois and a co-author on the study.

"That research hasn't solve the problem doesn't mean that anything has been "humiliated," it just means that the riddle is still to be solved."

Ah, sure. And when is design as possible cause permitted into the picture, and when given a serious consideration ? At the day of Saint Never ?!


" I'm leaving alone the fantasies that you believe for now, checking if you might try and understand."

Hohoho!! Sounds as if you are the all wise, almost all knowing, almost God-like Super genious which has figured out the truth, and is waiting for me, poor mortal with limited knowledge, to knee down and listen to your words , follow your lips, as if they express the ultimate wisdom and knowledge ???? Me dá licença !!!

View user profile http://elshamah.heavenforum.com

4 Re: Perguntas .... on Wed Feb 08, 2017 5:35 pm

Admin


Admin
Chris wrote:

You have no evidence IC systems cannot emerge naturally. In the 20+ years since Behe published his IC book, a glorified godofthegaps argument, never once has he conducted a single experiment to demonstrate IC systems cannot evolve. In fact, there is no evidence of this.

You seem to be not well informed :
http://www.evolutionnews.org/2006/10/response_to_barbara_forrests_k_7002560.html
We put, knock out one part, put a good copy of the gene back in, and they can swim. By definition the system is irreducibly complex. We've done that with all 35 components of the flagellum, and we get the same effect.
(Kitzmiller Transcript of Testimony of Scott Minnich pgs. 99-108, Nov. 3, 2005, emphasis added)

"And you have never seen a supernatural being intelligently design anything."

We do not need direct observed empirical evidence to infer design. If investigators know that someone was deliberately killed, is their conclusion invalidated because they don't yet know exactly who did it and how?
When a detective arrives at the crime scence, and sees a bullet in the chest of the victim, and no arm nearby that could be a hint to suicide, the detective can with a degree of certainty conclude the victim was shot in the chest and killed. So its a murder crime scence. Same when we observe the natural world. It gives us hints about how it could have been created. We do not need to present the act of creation to infer creationism / Intelligent design.

"Not at all. As I have already pointed out to you in this thread, I am perfectly willing to consider supernatural explanations. Just provide some empirical evidence."

Haha. Do you have empirical evidence, that natural, aka non intelligent mechanisms can create life ?

"You have no evidence pointing to supernatural intelligent designers."

Check the topic at my library: 125 reasons to believe in God
Pick ANY of them, and privide a better, more compelling explanation based on naturalism, and you have a go. Just one.



View user profile http://elshamah.heavenforum.com

5 Re: Perguntas .... on Sat Sep 30, 2017 6:55 am

Admin


Admin
1.
Bom dia. Agradeço a Marcos Eberlin, e pelo convite, é um prazer, e uma honra  poder estar aqui com todos voces e compartilhar um pouco sobre a fascinante maquinária da vida. Meu nome é Otangelo Grasso, sou suiço - italiano, mas moro em Aracaju.  

2.
O design inteligente trata em boa parte referente a questão de nossas origens. As respostas e a visão de mundo que adotamos como resultado a estas perguntas são absolutamente críticas para  o nosso pensamento, as decisões que tomamos,  comportamento e vida humana. É o fundamento da nossa existência, e do nosso destino.Sem uma compreensão correta de nossas origens, não há como entender a razão de nossa vida. Não há como entender a origem de nossa terra, nosso universo ou o significado final de coisa alguma. Por isto eventos como este TDI são tão importantes, e espero que possa ser  um marco de edificação para ajudar a fortalecer sua fé. Deus nos deu 2 revelações, para concluirmos sua existencia, e sua identidade. A primeira é a revelação natural, o mundo fisico, que exige uma explicação, e a segunda é a revelação direta e inspirada, as sagradas escrituras. Nosso mundo natural e suas origens são abordadas mediante a ciencia, e a filosofia. E o mundo sobrenatural mediante a Teologia. Ambos, se tratadas da forma correta, convergem para um designer inteligente. 

Como desenhista industrial,  minha atividade na suiça foi elaborar desenhos técnicos para maquinas que eram instaladas em de moinhos para transformar  trigo em farinha de trigo. 

Nestes projetos, precisava informar na planta  todas as medidas das partes individuais das peças das maquinas, materiais e forma, e colocar as instruções de montagem e depois da planta pronta, os documentos eram copiados, o original armazenado, e as cópias iam para a fábrica, e servir como base para os engenheiros mecânicos e trabalhadores  fabricarem  as peças, e monta-las, e assim construindo maquinas complexas. Depois de prontas, estas maquinas eram transportadas para o destino, e  instaladas. Tudo de acordo com as instruções fornecidas pelos projetistas. O moinho não precisava de apenas uma maquina, mas várias, e interligadas para produzir a farinha de trigo. 

A maquinária da vida usa os mesmos principios para construção que nós vamos dar uma olhada agora. 

Há mais de três séculos, o nascimento das ciências modernas foi marcado pela idéia de que a função do corpo é baseado em máquinas orgânicas cujo desempenho pode ser explicado por leis semelhantes às que operam em máquinas feitas pelo homem. No século 17, este conceito foi utilizado não só para explicar funções que, obviamente, refletiam os dispositivos mecânicos (como o movimento esquelético  ou a ação dos músculos). Mas também desde aquela época, o conceito de maquinas biologicas se adotava  para outras operações - digestão, sensação, produção de sangue . Para explicar essas operações mais delicadas, pensou-se que máquinas corporais envolvem pequenos componentes que poderiam escapar à detecção a olho nu. Esta visão derivou, em parte, da ciência clássica grega, que foi defendida por Demócrito de uma visão  que o Universo é composto de átomos. 

3.
Marcello Malpighi, um dos maiores cientistas do século XVII  foi um dos primeiros a atribuir a função do corpo a uma série organizada de minutas 'máquinas orgânicas' . Ele escreveu:

"A natureza, para realizar as maravilhosas operações em animais e plantas, tem tido prazer em construir seus corpos organizados com um número muito grande de máquinas, que são necessariamente constituídas por partes extremamente minúsculas tão formadas e situadas, que formam um órgão maravilhoso, cuja composição geralmente é invisível a olho nu, sem o auxílio do microscópio.

Um belo exemplo que illustra dispositivos mecânicos é um musculo no olho em particular. 

4. 
Observe o Músculo oblíquo superior e a Trochea neste exemplo no olho humano. O interessante é a rodinha. O músculo passa por esta pequena  roda. Isso muda a direção do oblíquo superior. O músculo dá uma volta em  um ângulo agudo. Claramente, a menos que todas as partes diferentes estejam presentes e funcionem corretamente, todo o sistema não funciona. Ninguém iria sugerir que um dispositivo artificial similar com uma função tão específica poderia ter se desenvolvida por uma série longa de mutações acidentais e seleção natural, não importa quanto tempo esperamos. No entanto, isso é o que os proponentes da evolução desejam que acreditemos. e não mencionei o sistema de controle incrivel que orquestra todos os doze músculos oculares, dos quais, se não estivessem todos presentes, seriam inúteis. 

5
A reação de inclinação ocular. 
Quando a cabeça está inclinada para um lado, ambos os olhos rolam na direção oposta para manter uma visão vertical . Esta resposta reflexa  ocorre de forma extremamente rápida , em cerca de 10 milissegundos após a estimulação  na orelha interna. A altura de cada olho é ajustada ao mesmo tempo. Ou seja: O músculo oblíquo superior atua em conjunto com o músculo oblíquo inferior para "manter nossa visão horizontalmente nivelada, independentemente da posição do olho na órbita". A seleção natural de Darwin * não pôde escolher ESTA CONFIGURAÇÃO  pois a rodinha não teria função sem o músculo, e viceversa. Qualquer estágio evolutivo que teria conduzido a esta configuração, antes de qualquer funcionalidade muscular através da fiação, teria tido que progredir por mutações puramente aleatórias, o que teria que modificar todos os tipos de tecido necessários para alcançar essa funcionalidade.

Agora vamos ao nível molecular. 

6
A questão da evolução do olho é emblemática. 
Darwin é freqüentemente citado como vendo o desenvolvimento do olho como uma dificuldade significativa para sua teoria da evolução por seleção natural. Ele escreve em As origens das espécies:

Suponhamos que o olho, com todas as suas invenções inimitáveis ... poderia ter sido formado por seleção natural, parece, eu confesso livremente, absurdo no mais alto grau possível. A razão diz-me que, se diversas gradações de um olho simples e imperfeito para um complexo e perfeito podem ser mostradas de existir ... e se tais variações deveriam ser úteis a qualquer animal ... então a dificuldade de acreditar que um olho complexo e perfeito pode ser formado por seleção natural, não deve ser considerado subversivo da teoria. Como um nervo vem a ser sensível à luz, dificilmente nos preocupa mais do que a própria vida se originou; mas ..... como alguns dos organismos mais baixos ..... são conhecidos por serem sensíveis à luz, não parece impossível que certos elementos ... sejam agregados e desenvolvidos em nervos dotados dessa sensibilidade especial.

Vamos frizar logo, como resposta a Darwin : O olho sozinho não tem função. Ele SEMPRE está conectado a outras partes - até mesmo o olho mais simples conhecido.  

7.
O olho humano, que função tem, se não houver o nervo ótico, que interliga o olho ao cortex cerebral, que consegue decifrar o sinal do olho e transformar em visão na mente ? O olho por si só não tem função nenhuma, e nem as partes individuais dentro do olho, como a lente, os fotoreceptores etc. 

8.
Em 1994, foi publicado um artigo  sobre a evolução dos olhos que se tornou referência. O autor  e começa com a mancha ocular, e, em uma linda linha de imagens, mostra como os olhos poderiam ter evoluído para os olhos complexos da câmera:

Na fase inicial (1), temos a estrutura é um remendo plano de células sensíveis à luz entre uma camada protetora transparente e uma camada de pigmento escuro. E , procede em uma linda sequencia de fases evolutivas.  

Na última frase do artigo,  o autor escreve: "O olho nunca foi uma ameaça real para a teoria da evolução de Darwin".

Agora vem a Pergunta: Por que o autor comecou sua narrativa com um "remendo plano de células sensíveis à luz"? em vez de uma explicação de como tal "remendo" poderia ter evoluído? e para o que serviria, a menos que exista uma função específica, como visão, detecção de luz / sombreamento, ritmo circadiano, etc., que sempre requer outras partes?

9.
Não há nada "simples" até mesmo na mancha ocular: A alga verde Chlamydomonas é  alga verde unicelular que nada com dois flagelos, e usa a fotossíntese para prover energia. Ela tem uma mancha ocular tipica.

10. 
A mancha dela tem 202 proteínas diferentes ; e uma estrutura elaborada e uma alta complexidade ultraestrutural. 

11.
A rhodopsina é a primeira proteina na  transdução de sinal no olho. Ela é o peça central na visão. Não há visão sem ela. A menos que a rodopsina se transforme em um sinal e o sinal seja transmitido por uma via de transdução de sinal para promover  o movimento flagelar do organismo, nem a rhodopsina nem as manchas oculares tem qualquer função. Um flagelo não pode girar a célula na direção certa, a menos que obtenha as instruções corretas do olho. 

12.
Estima-se, que em uma única célula destes organismos unicellulares existam  15 milhões de rhodopsinas,  Nos organismos unicelulares, como Chlamydomonas, os olhos distinguem a claridade da luz da sombra, e interligados com o flagelo, ou  se distanciam ou aproximam da luz solar, dependendo de suas necessidades. Este é um sistema interdependente, onde não há função a menos que esteja vinculado ao outro.

13.
Detectar a luz é uma coisa, mas para se deslocar precisa de um sistema motor; que são os flagelos. Mas também é necessário uma conexão, um mecanismo pelo qual a detecção de luz pode ser traduzida em um movimento flagelar, geralmente um fluxo de íons de um tipo ou outro.

O seguinte são os componentes essenciais deste sistema visual:

1. Qualquer organismo fotossensível precisa de um fotorreceptor que detecte a luz.
2  Um ponto de pigmento reduz a iluminação de uma direção, permitindo assim que o organismo reconheçe a direção da luz, e se aproxime ou distancie da luz.
3  Um mecanismo para promover o movimento é essencial. requer um sistema motor; o flagelo
4- Mas também é necessário um mecanismo pelo qual a detecção de luz pode ser traduzida em um movimento flagelar, uma conexão entre a mancha ocular, e o flagelo, geralmente um fluxo de íons ou nível de cálcio. 

Este é um sistema interdependente composto por 4 componentes essenciais, se algum deles faltar, o organismo não pode reagir as variações de iluminação solar. A seleção natural não selecionaria nenhum passo evolutivo intermediário, já que o sistema, com qualquer um dos quatro elementos se faltassem, não conferiria nenhuma função e nenhuma vantagem de sobrevivência.

A coisa se torna mais interessante agora, se analisarmos os componentes individuais : 

13.
A opsina é uma Proteína transmembranar com 7 hélices alpha. O interessante é que não se conhece precursores com menos helices. Elas servem como fotoreceptores sensoriais em algas verdes unicelulares, permitindo a escolha da direção do flagelo, e assim, o movimento em resposta à luz. O que é extraordinário é que a rhodopsina consegue reconhecer apenas um único fóton, a entidade física mais pequena com propriedades quântica, Qualquer detector feito pelo homem precisaria ser resfriado e isolado do ruído para alcançar tal façanha. O olho pode potencialmente ser exposto a uma enorme variedade de intensidades de luz  variando de alguns fótons por segundo sob condições extremas de iluminação fraca para níveis de luz que podem ser mais de 10 bilhões de vezes maiores. Elas permitem que o cromóforo recebe um foton , e a estrutura muda de forma. E como um disjuntor que é ligado.. Mediante esta mudança conformacional, a sexta hélice da opsina faz um movimento, que aciona em seguida toda o transdução de sinal,  e o influxo de cálcio e outros processos celulares, e são o primeiro passo para a alga se orientar. A Rhodopsina consiste em dois componentes: A opsina,  e um cofator que é anexado a ela, chamado retinal. incorporado no meio dos sete domínios transmembranares. Esses domínios formam no meio da estrutura um bolso onde o retinal, que é um cromóforo fotoreativo. 

14.
O autor no artigo : Luz e evolução da visão confessa: Mesmo desde os procariotas, o complexo de sete setores de células transmembranares de moléculas de opsina parece prevalecer sem fotoreceptores mais simples existentes simultaneamente. O enigma original de Darwin sobre a evolução ocular parece agora  estar em um nível molecular.

A origem das células fotorre ceptoras é uma questão de especulação. A história vai mais ou menos assim. Houve uma familia ancestral de proteinas chamadas Receptores acoplados à proteína G que captavam sinais extracelulares e ativavam vias de transdução de sinal no interior da célula. Por uma razão desconhecida, por uma duplicação genética, ocorre que uma proteina dessa adquiriu um cromoforo chamado retinal. Sem que se sabe exatamente como. 












Aqui uma illustração tipica do conto de fadas de como o olho evoluiu. Em 1994, Nilsson e Pelger publicaram um artigo cientifico sobre a evolução do  olho.
Na imagem esquerda, se começa com um Ocelo, ou mancha ocular, que é o olho  mais primitivo. Um grande problema com esses passos morfológicos é que eles não levam em consideração que o nervo ótico , e o cerebro , formam um sistema interdependente, e se o olho e os sinais  mudam,  o cérebro também deve mudar da mesma maneira. Vamos supor que houve uma transição de uma mancha ocular que enxerga branco e preto, e ocorre uma transição para visão de cor, o cerebro tem que acompanhar esta mudança. 

Para ter um entendimento completo dos fatos, porém, tem que ir mais fundo. Não é o suficiente começar o relato de como a evolução mudou o olho passo a passo, com a mancha ocular, e começar a explicar a partir dai. A origem da mancha ocular também precisa ser elucidada. A explicação precisa começar desde o começo, desde de zero.











Se nós pudessemos inventar a mesma sofistifcação em métodos de fabricação, iriamos montar fábricas 100% autonomas, até mesmo a manutenção ficaria por conta delas próprias, e nós iriamos todos só passear na praia, só tomar sól, e usufruindo das nossas invenções. E de fato, a automação e computação estão evoluindo nesta direção. Carros que dirigem sem intervenção humana, robos automatizados em fábricas, robôs como domesticos de casa etc. Quem sabe, um dia até podemos chegar lá ,  e termos maquinas que nos substituem em quase tudo, sem termos só tempo para o lazer. 

Imagina que uma empresa iria anunciar a vaga para um emprego, sem dar maiores informações e explicações de que se trata.  Apenas que o candidato teria que ter muito talento, E o salário seria excepcional. 100 mil reais por mês. Então  Você , todo animado, iria visitar a empresa, e  seria atendido pelo departamento de recursos humanos, e o diretor  lhe informaria que as exigencias para obter o emprego seriam de ter uma educação acadêmica do mais alto nível, obtida nas melhores faculdades do mundo, doutorado e pós graduação em várias áreas,  para exercer as seguintes disciplinas e tarefas:  

3.
experiencia como comandante geral CEO
saber falar 12 idiomas fluentemente, e saber escrever no alphabeto romano, japones kanji, e hanzi Chinês, Koreano, e grego. 
ter doutorado em linguistica
especialista em computação, 
doutor em em física e quimica, 
engenheiro de eletronica,
engenheiro em robôtica e programação de software
engenheiro de embalagem 
engenheiro mecânico, de montagem e fabricação de maquinas complexas, e 
engenheiro em geração de energia, e
coordenador de trânsito,
coordenador de linhas de montagem 
engenheiro  de projeto e instalação de sistemas de  comunicação 
engenheiro de organização, armazenamento de materiais e produtos e estocagem, e
engenheiro em controle de qualidade, e
de reciclagem, e implantação de sistemas de eliminação de resíduos
engenheiro em sistemas de segurança
engenheiro para implantação de metodologias de Implosão de fábricas de forma controlada

depois de ler todas as exigencias, é evidente, que você iria ficar entristecido e desanimado, e dizer para si mesmo : o pessoal desta empresa tá doida. Não existe ninguem com conhecimento avançado em todas essas áreas. Mas para descargo de conciencia, você iria perguntar: Doutor, me diga, e qual seria a função na sua empresa, exigindo todas estas disciplinas e todo este conhecimento ? 

Ele iria reponder : 

Precisamos alguem para implantar uma fábrica com as seguintes caracteristicas  :  

4. 
- invenção e implantação de um software, mais versátil que qualquer programa já inventado, e mais robusto e livre de erros do que qualquer outro sistema de código entre 1 milhão de alternativas - usando um protocolo de comunicação que desperdiça muito menos espaço de qualquer um inventado anteriormente
- o hardware para instalar o software, aonde pode rodar   
- em seguida, usar esse software para programar as instruções complexas  para fabricação de uma fabrica  auto-replicadora. Calculamos que será necessário elaborar a quantidade de informação que cabe em cerca de 1500 livros, cada um com 300 páginas, 300.000,00 caracteres por livro, cada um contendo as instruções complexas precisas  para criar esta fábrica, e precisamos que voce invente o sistema de hard drive,  menor do que o já existente conhecido, e armazene  estas informações nele.
 - elabore sofisticadas maquinas e sistemas de produção e linhas de montagem  com alta robustez, flexibilidade e eficiência, capazes de executar pelo menos 1500 processos em paralelo. As matérias-primas terão que ser  transformadas em produtos finais em uma série de operações. O sistema deverá produzir somente em resposta à demanda real, não em antecipação à demanda prevista, como resultado da superprodução. 
- O sistema também terá que saber usar técnicas de gerenciamento de qualidade, e apto de prevenir  defeitos em vários estágios de seu processo, usando processos de inspeção e assim garantindo qualidade quase 100%, e diminuindo erros de fabricação de 10 bilhões para apenas 1 erro, eliminando todos os outros.  
- A aptidão de reciclagem de maquinas desgastadas. A capacidade de construir rapidamente uma nova linha de produção, assim que houver necessidade, de forma 100% automatizado. O sistema não pode esperar até que alguma máquina falhe, mas tem que ser apto a substitui-la  muito antes de ter uma chance de quebrar. E, em segundo lugar, recicla completamente a máquina que é retirada da produção. Os componentes deste processo de reciclagem também podem ser usados para criar diferentes máquinas de produção. Uma nova capacidade tem que  poder ser instalada rapidamente para atender a novas demandas , também de forma autonoma . Ao mesmo tempo, não poderá haver máquinas inativas ocupando espaço ou acumulando  blocos de construção importantes. A manutenção é um "efeito colateral" positivo do processo contínuo de renovação da máquina. 
- O sistema precisa ser simplificação  ao maximo. 
- terão que ser instalados vários compartimentos na fábrica, e um sistema complexo de comunicação que rege atividades  básicas e coordena varias ações ao mesmo tempo. Terão que ser instaladas  redes de sinalização complexas.  
 elaboração e construção de paredes que fazem a separação do interior para fora da fábrica para proteção e com portões que permitem entrada e saída de carga, mecanismos de reconhecimento que permitem apenas a carga certa, e levá-lo aos locais específicos corretos e linhas de produção,  e transportadores de carga que possuem marcas que reconhecem onde descartar a carga onde é necessário, limpar o lixo e possuir lixeiras para produtos de reciclagem , departamentos de armazenamento, 
- Implantação de um sistema de produção de energia, e sistemas aptos a  deslocar a energia para onde é necessário, e, por último
- a fabrica tem que ser apta a se auto-replicar. 


depois disso, voçe iria embora entristecido, evidentemente sem a minima condição de implantar algo tão sofisticado sozinho.


4.
Agora imagina que uma pessoa sem instrução nenhuma, analfabeta, mal sabendo escrever o nome direito,  iria aparecer no escritório RH. Vamos chamar dele de Joãozinho. No momento que o empregado da empresa iria começar a exçplicar a tarefa, Joaozinho sem noção iria dizer : O chefão, o salário tá baum, e o que tem que fazer, depois a gente ajeita. De um jeito ou de outro, com um tempinho a mais ou a menos, vamo chega lá, não é mesmo ? e o que não sabemos, vamos aprendendo aos pouquinhos !! Vamos tentar um pouquinho aqui..... um pouquinho ali..... com  sorte, o  que funciona, a gente mantem. O que não funciona, vamos discartando.... agora - o salário é baum... me dá o emprego, por favor !! 


A verdade , que nem voce, nem muito menos o nosso João iria conseguir inventar e instalar esta fábrica. 


A descrição acima é de células biologicas, as fábricas mais avançadas e complexas conhecidas pelo homem. 

Muitos dizem que comparar células biologicas a fábricas é uma analogia. Mas na verdade, células são como uma cidade inteira com milhares de fábricas interligadas por rodovias e mecanismos de comunicação, cada fábrica processando e manufaturando peças especificas convergindo para um proposito único e universal : perpetuar a a vida e a sua espécie.


Você diria que é plausível que eventos aleatórios, não guiados e naturais tenham probabilidade estatística suficiente para criar e dar origem à mais sofisticada fábrica auto-replicante do universo?




Ou seja, nossos oponentes usam dois pesos, e duas medidas. Os ateus preferem debater a evolução darwiniana, por que em qualquer lacuna, sempre podem inserir a evolução.  A questão de como células surgiram na terra primordial, é uma questão da abiogenese, distinta da teoria da evolução, por que evolução só começa uma vez que a célula pode autoreplicar. Então, uma vez que a evolução não é explicação, os únicos dois mecanismos que sobram, se Deus não foi, seriam processos quimicos por mera chance ou sorte, ou necessidade fisica. O que é necessidade fisica ?  Seria, se alguma restrição fisica obrigasse a um curso determinado em reações quimicas. O problema é que da mesma forma alguem pode pegar qualquer uma das 26 letras do alphabeto, e escrever um livro, sem restrições, assim também, a formação de sequencias com nucleotídeos no dna para gerar informação instrucional  é irrestrita. Isto quer dizer, que qualquer sequencia de nucleotideos para formar o codigo genetico é possível. Não há restrição física, portanto, uma vez que a atuação de uma mente escrevendo o código é exclusa, a única alternativa seria mera chance, ou seja, processos aleatórios, não guiados. 

 A maior fonte de energia da terra é o sol, que é o propulsor de toda vida na terra. Esta energia é transformada em energia que organismos biologicos avançados multicellulares transformam e usam para execução dos processos que permitem a se manterem vivos. Uma cadeia interdependente é necessária, aonde vários itens, ou partes nanomoleculares são indispensáveis, entre a energia solar que é transformada em energia quimica,  e ajustes finos entre o sol e a terra para que isto se torne possivel, e isto aponta como causa a um designer inteligente, um criador, que teve  que criar todos estes sistemas com o objetivo claro de tornar vida no planeta terra possível. 


















Mas também desde aquela época, o conceito de maquinas biologicas se adotava  para outras operações - digestão, sensação, fermentação e produção de sangue . Para explicar essas operações mais delicadas, pensou-se que máquinas corporais envolvem pequenos componentes que poderiam escapar à detecção a olho nu. Esta visão derivou, em parte, da ciência clássica grega, que foi defendida por Demócrito de uma visão  que o Universo é composto de átomos.  


Enzimas são grupos de substâncias orgânicas de natureza normalmente proteica ,  que têm funções catalisadoras, catalisando reações químicas que, sem a sua presença, dificilmente aconteceriam, resultando no aumento da velocidade da reação e possibilitando o metabolismo dos seres vivos.

Ficou cada vez mais claro que a função das enzimas depende não apenas da sua composição química elementar, mas também da configuração de seus componentes. Por exemplo, as interações efetivas entre enzimas, substratos e cofatores dependem da disposição espacial dos elementos interagentes. Esta visão levou ao interesse pela estrutura de moléculas complexas. Também foi evidente que a função das enzimas e outras moléculas biológicas poderia ser regulada através de mecanismos de controle específicos.

Com o advento da teoria de Darwin, a importancia das maquinas moleculares para explicar nossas origens ficou para trás. Mas com o avanço cientifico, cada vez mais estas maquinas vieram a tona, e um mundo que na época de Malpighi mal se imaginava. Isto teve também impacto em relação a como explicar nossas origens. 

Michael Behe lançou um livro, a caixa preta de Darwin, aonde revelou algumas dessas maquinas, e como elas poderiam ter surgidas mediante a evolução, é até hoje um mistério, apesar de inúmeras tentativas. Ele escreveu:

Para dizer que alguma função é entendida, todas as etapas relevantes do processo devem ser esclarecidas. As etapas relevantes nos processos biológicos ocorrem, em última análise, no nível molecular, de modo que uma explicação satisfatória de um fenômeno biológico, como visão ou digestão, ou imunidade, deve incluir uma explicação molecular. Já não é suficiente, agora que a caixa preta foi aberta, para uma "explicação evolutiva" desse poder para invocar apenas as estruturas anatômicas dos olhos inteiros, como fez Darwin no século 19 e à medida que os mais popularizadores da evolução continuam fazendo até hoje. Anatomia é, simplesmente, irrelevante. O mesmo é o registro fóssil. Não importa se o registro fóssil é consistente com a teoria evolutiva. O registro fóssil não tem nada para nos dizer, digamos, como a biossintese de clorofila se desenvolveu passo a passo. Tampouco os padrões de biogeografia são importantes, ou de genética populacional, ou as explicações que a teoria evolutiva deu para a abundância rudimentar de órgãos ou espécies.

A melhor explicação da origem das maquinas moleculares
Para poder identificar qual explicação é a mais adequada, precisamos entender que elas  encontram seus equivalentes nos artefatos feitos pelos homens, assim, para entender seu funcionamento, e como são constituidas, cientistas podem fazer uma montagem em reverso, ou seja, pegar a maquina pronta, e dismontar ela em suas subunidades individuais, para entender como são montadas, e forma e constituição das sub-unidades, ou peças individuais. 

Primeiro 
precisamos saber a função ou utilidade. 

Segundo
A constituição e organisação geral

Por exemplo: Segue o diagrama de uma turbina hidraulica á esquerda, feita pelo pelo homem, e na direita, ATP sintase, o nano motor equivalente que produz ATP, a energia para as células - um dos motores mais eficientes na terra. 



Neste diagrama podemos identificar todas as peças que constituem a turbina, as peças individuais  e seu arranjo. 

Ambas as máquinas são reversíveis com um menor reajuste. Na máquina molecular, a energia eletroquímica em um gradiente de prótons é normalmente usado para produzir movimento rotativo e ATP ( a molécula usada para fornecer energia ao corpo ), mas a máquina também pode trabalhar em reverso  para produzir um gradiente eletroquímico à custa do ATP . Na máquina feita pelo homem, a energia potencial hidráulica poderia ser convertida em trabalho mecânico que o homem poderia usar

Terceiro
A identificação e constituição das peças individuais que formam a maquina. O tamanho destas peças, a constituição dos materiais usados , sua forma, seu encaixe com outras partes da maquina, e sua função. Como os materiais para construção de tais peças foram importadas do exterior para o interior da célula, como foram transformados da forma  bruta para constituição que a célula pode usar para tal parte da proteina, molécula, enzima e tal. A origem de zero até conseguir a função básica, mais elementar da peça - sujeita a eventual futura evolução ou adaptação da peça.

Quarto
Entender os processos de como as peças individuais foram montadas para resultar em complexos de maquinas moleculares funcionais com funções objetivos e delineados. 

Quinto
Assim como em fábricas humanas, aonde robôs exercem a função em uma linha de montagem, de montar um carro, por exemplo,  fabricas célulares tem proteinas, que equivalem a robôs, que são usadas exclusivamente para montar outras proteinas / complexos de maquinas moleculares. E necessário  identifica-las.

Sexto: 
Como funciona  sua regulagem, e os mecanismos que permitem se adaptar aos ambientes naturais

O genoma precisa conter a informação para montagem de 

- todo o apparato, na sequencica certa das peças individuais, aonde e como precisam ser montadas
- a informação da constituição das peças individuais
- a informação das maquinas que montam as peças individuais
- a informação da regulagem da maquina
- a informação de se houve erro na montagem, e se houve, a desmontagem da peça e reciclagem ou descarte

Agora vem o grande problem para a teoria de Darwin : 

Um número minimo de maquinas moleculares havia que se formar ANTES que a vida pudesse ter inicio. Isto significa , que não havia evolução, pois a evolução apenas podia começar a existir a partir de replicação de DNA nas células. Então COMO explicar a origem deste grande número de peças iniciais indispensáveis, se não houve mecanismos evolutivos ? 

Eis o grande dilema dos proponentes de naturalismo : a única alternativa para evolução, neste estagio historico da terra, eram reações quimicas aleatorias não guiadas - que teriam que dar origem a fabrica mais complexa do universo, a célula biologica. 

Quando o interno de células biologicas começou a ser desvendado, o que se revelou diante dos pesquisadores, foi aquem do que  poderia se imaginar

Michael Denton  escreve em Evolução: A teoria em crise:
"Para compreender a realidade da vida tal como foi revelada pela biologia molecular, devemos ampliar uma célula em um milhão ou mais de vezes até ter vinte quilômetros de diâmetro e assemelhar-se a um dirigível gigante o bastante grande para cobrir uma grande cidade como Londres ou Nova York. O que veríamos seria um objeto de complexidade sem paralelo e design adaptativo. Na superfície da célula, veríamos milhões de aberturas, como os orifícios portuários de um vasto navio espacial, abrindo e fechando para permitir que um fluxo contínuo de materiais flua dentro e fora. Se fossemos entrar em uma dessas aberturas, nos encontraríamos em um mundo de tecnologia suprema e complexidade desconcertante. A complexidade do tipo de célula mais simples conhecida é tão grande que é impossível aceitar que tal objeto possa ter sido jogado junto de repente por algum tipo de evento assustador, imensamente improvável. Tal ocorrência seria indistinguível de um milagre. A célula é uma verdadeira fábrica micro-miniaturizada que contém milhares de peças requintadamente desenhadas de maquinaria molecular intrincada, composta por 100 mil milhões de átomos, muito mais complicada do que qualquer máquina construída pelo homem e absolutamente sem paralelo no mundo não-vivo.



O químico Wilhelm Huck, professor da Radboud University na Holanda diz:

Uma célula biologica funcional é mais do que a soma de suas partes. "Uma célula em funcionamento deve ser inteiramente correta ao mesmo tempo, em toda a sua complexidade.

Ou seja, existe uma numero minimo de peças necessárias, para tornar uma célula funcional. Isto confirma 100% o conceito de Behe da irredutibilidade da complexidade. Apenas dito em outras palavras.

E Lynn Margulis disse:
Ir de uma bactéria para as pessoas é menos de um passo do que passar de uma mistura de aminoácidos a uma bactéria. 

Isto contradiz o escape de alguns  que alegam que células biologicas poderiam ter iniciadas em uma forma mais bruta, ou primitiva.

Novas evidências sugerem que LUCA , o Último ancestral comum foi um organismo sofisticado, afinal, com uma estrutura complexa reconhecível como uma célula, relatou o pesquisador James Whitfield, professor de entomologia em Illinois e co-autor do estudo.. Seu estudo aparece na revista Biology Direct. O estudo presta apoio a uma hipótese de que LUCA pode ter sido mais complexa do que os organismos mais simples vivos hoje.

O grande problema do Darwinismo é justamente este. As células só tem função, uma vez que estiverem 100% completas, com todas as partes no lugar - mas não só isso. 



Observe como os darwinistas sempre evitam um relato completo sobre origens, mas preferem se focar apenas na evolução, que só começa com a replicação do DNA. A evolução apenas se refere a origem das especies, a biodiversidade. E como fica com a origem da vida, a origem dos elementos quimicos, a origem da terra, so sistema solar, da nossa galáxia, do universo, das leis da física ? tudo isso precisa de uma explicação. Ai se inventa a evolução cósmica, a evolução quimica, para chegar a evolução darwiniana. Mas se for analisar tudo no conjunto, não há exlicaçoes convincentes em base do naturalismo filosofico, no qual os ateus se apoiam. Votando a mancha ocular : 


A mancha ocular, na sua forma mais simples,  é apenas um fotoreceptor. 

Conexão com estruturas  motoras, para o movimento em resposta à luz

Em alguns organismos, todos os três destas funções são desempenhadas por uma única célula-a Euglena unicelular é um exemplo. Tem um ponto sensível à luz, grânulos de pigmento para sombreamento, e cílios motor. 



A digital camera (Fig 5A) captures an object and stores it as a digital file on a memory card so that we can view it on a computer or print it. The following steps are involved:



  • Rays of light reflect from an object (a pencil) and enter the camera through the lens (1) which focuses it onto the camera chip (2).


  • On the chip (2), light sensitive cells convert the light energy into an electrical signal.


  • The electrical signal is sent along cable connections (3) to a processing unit.



Our visual system (Fig. 5B) uses analogous structures and processes to generate an image impression:



  • The lens (1) focuses light onto the retina (2).


  • Photoreceptor cells in the retina (2) convert the light energy into nerve impulses.


  • The nerve impulses are sent through the optic nerve (3) towards the brain (black arrow). Neurones send information via electrical impulses known as action potentials (see more details here)


 

A narrativa evolucionista conta que os primeiros organismos dos quais temos evidência, foram cianobacterias, que supostamente surgiram em torno de 3,4 bilhões de anos atras. O interessante nestas bactérias é que elas tem uma maquinária, que é ultracomplexa. A capacidade que se destaca e a fotossintese. A fotossíntese oxigenada consiste na transformação de energia solar em energia quimica, que os organismos usam para as atividades do organismo. 

A fotossintese  exemplifica de forma nitida por que os acontecimentos nas células se assomelham com os procedimentos de maquinas criadas por nós, humanos. O design inteligente se baseia em dois pilares de evidencias, que apontam para a necessidade de uma agencia inteligente: O fato que sistemas biologicos não podem surgir mediante a evolução. O unico mecanismo causal que explica a origem da vida, e da biodiversidade, é ação direta divina mediante inteligencia, vontade e poder. Os dois pilares principais do argumento do DI são a complexidade irredutível, e informação complexa, instrucional ou specificada dentro das células para organizar procedimentos moleculares, a a construção de proteinas, as maquinas celulares.

 A o processo da fotossíntese é interdependente, no sentido que depende de várias partes ou maquinas bioquimicas, que são interconectadas de forma que se uma dessas maquinas não estiver no meio do processo exercendo sua função, todo o processo para de funcionar, pois falta um substrato intermediario.  Na evolução, cada passo evolutivo precisa conferir ou produzir um traço que é vantajoso para a sobrevivencia de um organismo. E aquele conto que de um passinho a um passinho, chega lá. Um passo vantajoso após o outro. Este é o lema.









Mas voltando a fotossintese :  Nós temos um sistema criado pelo homem, que  encontra perfeita parallela com o funcionamento da  fotossintese. Para entender como fotossintese funciona, podemos dar uma olhada primeiro em um sistema fotovoltaico. Placas solares, e sistemas fotovoltaicos,  transformam energia solar, em energia que pode ser armazenada em baterias, e usada para todo tipo de serviço. Para illustrar do que estou falando, vamos ver um sistema fotovoltaico.

1. Painéis solares – Fazem o papel de coração, “bombeando” a energia para o sistema.
2. Controladores de carga – Funcionam como válvulas para o sistema. Servem para evitar sobrecargas ou descargas exageradas na bateria, aumentando sua vida útil e desempenho.
3. Inversores – Cérebro do sistema, são responsáveis por transformar os 12 V de corrente contínua (CC) das baterias em 110 ou 220 V de corrente alternada (AC), ou outra tensão desejada.
4. Baterias – Trabalham como pulmões. Armazenam a energia elétrica para que o sistema possa ser utilizado quando não há sol.



Fica evidente, que nenhum engenheiro iria inventar our projetar paineis solares por si so. Ele teve que vislumbrar o objetivo final, e a fim de alcança-lo, ele projetou, e colocou no papel a descrição detalhada de cada uma das quatro partes necessárias, e como produzi-las, para chegar ao objetivo. Se uma destas quatro partes faltar, o objectivo não é alcançado, e energia em forma utilizavel não é produzida. Mas não é só isso. Ninguem de sã mente também iria projetar qualquer uma das partes individuais, que por si só não teriam função. Assim, cada uma das partes descritas acima 1. não tem função por si só, 2. Não tem função, se apenas uma das partes no sistema faltar, e 3. Só tem função, se todas as partes estão no devido lugar, e 4. Se estiverem interligadas corretamente, e ajustadas, para cada uma exercer sua devida função. No caso do sistema fotovoltaico, a descrição é que é interdependente. Se fosse um relógio, aonde uma roda é engrenada em outra, então seria um sistema irredutivelmente complexo , pois  a Definição aprimorada de William Dembski diz: -

"Um sistema que executa uma determinada função básica é irredutivelmente complexo se inclui um conjunto de peças bem-combinadas, que interagem mutuamente, peças não-arbitrariamente  individualizadas de modo que cada peça no conjunto é indispensável para a manutenção básica do sistema, e por conseguinte a função original. O conjunto destas partes indispensáveis é conhecido como o núcleo irredutível do sistema ". ( No Free Lunch, página 285, 2001)

bem combinadas quer dizer que as peças se encaixam uma na outra.

A fotossintese trabalha da mesma forma, ou seja, energia solar é captada, e transformada em energia quimica mediante várias peças indispensáveis, e um processo que requer que todas as peças necessárias estejam no lugar certo, e interconectadas da forma correta.




Clorofila. 
As moléculas de clorofila consistem em uma cabeça de porfirina e uma cauda de hidrocarbonetos que ancora a molécula de pigmento em regiões hidrofóbicas de proteínas embutidas nas membranas de tilacoide. 


 A diferença entre o sistema criado pelo homem, e a fotossíntese é, que o sistema biologico é inimaginávelmente mais complexo, e bem elaborado, usando até tecnologia de mecânica quantica para obter reações em picosegundos, inimaginavelmente  rápidas.

As bactérias fotossintéticas e células eucariotas em plantas coletam energia solar para a fotossíntese em estruturas chamadas complexos de antenas de colheita de luz. Podemos equiparar estes complexos a usinas de captação de energia solar, aonde um grande número de placas solares trabalham em conjunto para captar energia solar:






e o equivalente em sistemas biologicos:



Um complexo de colheita de luz  é um complexo de proteínas de subunidades que é parte de uma super-complexo maior, do fotossistema , no centro, a unidade funcional da fotossíntese.

Ele é usado por plantas e bactérias fotossintéticas para coletar mais da luz recebida do que seria capturado pelo centro de reação fotossintético sozinho. Complexos de colheita de luz são encontrados em uma grande variedade entre as diferentes espécies fotossintéticas. Os complexos consistem de proteínas e pigmentos fotossintéticos e centro de reação fotossintético para cercar, direcionar, e conduzir  a energia captada e energizada,  a partir de fótons absorvidos pelo pigmento, em direção ao centro da reação utilizando Förster transferência de energia de ressonância.


A energia de excitação migra do complexo de antena para o centro de reação. Uma trajetória potencial é mostrada acima.

Clorofila é o composto organico mais abundante, e mais importante no planeta. Sem ele, vida avançada na terra não seria possível.

Quando a clorofila absorve energia da luz solar, um elétron na molécula de clorofila é excitado de um estado de energia mais baixo para um maior.


Princípio da fluorescência. 
Representação esquemática do fenômeno de fluorescência no modelo Bohr clássico. A absorção de um quantum leve (azul) faz com que um elétron se mova para uma órbita de energia mais alta. Depois de residir neste "estado excitado" por um tempo específico, a vida útil da fluorescência, o elétron cai de volta à sua órbita original e o fluorochrome dissipa o excesso de energia ao emitir um fóton (verde).

A clorofila a é o principal pigmento verde do mundo das plantas, é certamente o mais difundido e conspícuo de produtos naturais orgânicos



 



Uma das objeções muito comuns ao exposto acima é que talvez um estagio intermediário poderia servir para outra finalidade, ou que até as peças individuais poderiam previamente ter sido utilizadas em outro sistema com outras finalidades, e depois co-optadas para a função descrita.





 
A clorofila a é encontrada em todos os organismos que tem o mecanismo de fotossintese oxygenica, e tão importante, que Blankenship, um dos cientistas mais experientes em fotossintese escreveu em um dos artigos cientificos dele : Que um único tipo de molécula tornou-se tão dominante na fotossíntese oxigenada é surpreendente, considerando a enorme variação no mundo vivo, e muito tempo que a fotossíntese existe. Tentando responder a esta pergunta é importante para as tentativas de procura por vida e fotossíntese em planetas distantes.

O nosso sistema solar é relativamente estável.
Grande parte do universo está longe de ser estável. Supernovas (estrelas que morrem), nebulosas, buracos negros, colisões violentas e outros fenômenos fazem do o universo um lugar excitante, para dizer o mínimo. O sistema solar tem que oferecer condições quase perfeitas para a terra ter alguma chance de qualquer natureza de possibilitar vida. Cada planeta do nosso sistema tem uma órbita circular quase perfeita ao redor do sol. Tal órbita é crítica! Isto significa que a distância entre cada planeta é constante, e interação é mantida a um mínimo. A interação seria particularmente problemática se qualquer um dos planetas interiores fosse disturbar os campos gravitacionais dos gigantes gasosos. Tal encontro poderia rasgar a Terra de sua órbita e enviá-la arremessada em direção ao sol ou põe-na no espaço profundo. Esta estabilidade do sistema solar é um dos problemas mais antigos da física teórica, que remonta a Isaac Newton.

O nosso Sol é o correto para permitir vida na terra
- do tamanho e a massa correta  - ele não poderia ser nem maior, nem menor
- O Sol emite a quantidade certa de energia solar - nós vamos ver isto em mais detalhes mais adiante
- A Reação de fusão solar é finamente sintonizada  
- Estabilidade pouco comum - a saída de luz do Sol varia em apenas 0,1% ao longo de um ciclo de manchas solares (aproximadamente 11 anos)


Sem aminoácidos de glicina em uma terra prébiótica, não haveria um dos ingredientes básicos para construir pirimidinas, não haveria DNA - e não existiria vida na terra.  






De fato, este mundo é ademais fascinante, pois demonstra a excepcional inteligencia de um designer inteligente, e o que ele investiu para implantar os sistemas moleculares. Coisa, que nos deixa maravilhados e boquiabertos. Vamos descobrir os mecanismos  fascinantes e extraordinários que foram descobertos nas últimas decadas mediante intenso estudo cientifico no campo da bioquimica, e biologia, e também como nosso sistema solar e a luz são  finamente ajustados para permitir vida na terra.  Para que vida avançada na terra se tornasse possível, uma cadeia de circumstancias sortudas foram necessárias.

Muitos de você já estão familiarizados com o fato de que o universo, as quatro forças fundamentais, as galáxias, o systema solar, e a terra, estão finamente ajustado para permitir vida na terra. Se apenas uma das mais de 100 ajustes finos necessários não estiver com os parâmetros corretos, não haveria vida. Mas isto pode ser estendido também para sistemas biologicos. Vou dar alguns poucos exemplos : 

 Tanto as nucleobases, Pyrimidines e Purinas tiveram que começar a ser produzidas antes que a vida começou, por que elas formam o RNA e DNA - as moléculas que armazenam a informação genética. Isso também significa que todas as enzimas usadas no caminho para fazer as bases tiveram que estar presentes antes do suposto último ancestral  universal comum (isso é de qualquer maneira  um conto de fadas, mas para o argumento, não importa). Para pirimidinas, seis passos de sínteses enzimáticas são necessárias para fabricação, e para a biossíntese de purinas, onze.

A parte interessante é que qualquer uma de todas essas enzimas são incrivelmente complexas. David Goodsell escreve: Aspartato carbamoyltransferase é  tão complexa quanto qualquer automóvel refinado no nosso mundo familiar.

Leve apenas um momento para refletir sobre a imensidade desta enzima. Todo o complexo é composto por mais de 40.000 átomos, cada um dos quais desempenha um papel vital. O punhado de átomos que realmente executam a reação química são os "players" centrais. Mas eles não são os únicos átomos importantes dentro da enzima - cada átomo desempenha um papel essencial de apoio. Os átomos que alinham as superfícies entre as subunidades são escolhidos para se complementar exatamente, para orquestrar os movimentos regulatórios em mudança. Os átomos que cobrem a superfície são cuidadosamente escolhidos para interagir otimamente com a água, garantindo que a enzima não forme um agregado pastoso, mas continua sendo uma fábrica individual e flutuante. E os milhares de átomos interiores são escolhidos para se encaixar como um quebra-cabeça, interligando-se em uma estrutura robusta. Aspartato carbamoiltransferase é  tão complexa como qualquer automóvel refinado em nosso mundo familiar. E, assim como os fabricantes investem uma grande quantidade de pesquisa e tempo no design de um automóvel, enzimas como aspartato de carbamoiltransferase são finamente ajustadas para exercer sua tarefa.

Ao lado desta enzima, todos as outros, quase 20, tiveram que ser produzidas de forma prebiótica, e então interligadas como em uma linha de montagem da fábrica, para fazer nucleobases de DNA !!

Não houve evolução. Nenhuma seleção natural. Sem mutações - nah nah Darwin não irá fornecer as muletas para explicar a façanha de como surgiram. 

A única alternativa a estes processos bioquímicos seria que os blocos de construção básicos estavam prontamente disponíveis em uma terra prebiótica. Glicina, por exemplo, é um substrato indispensável para a síntese de nucleotídeos de pirimidina e, portanto, células de DNA. Requer pelo menos 5 etapas de biossintese e as respectivas enzimas para ser sintetizada. Em uma terra prebiótica, a única alternativa seria que a glicina provinha de cometas.

Cometas contém glicina, parte chave da receita para a vida  ( Comet contains glycine, key part of recipe for life )
27 de maio de 2016
Um importante aminoácido chamado glicina foi detectado em um cometa pela primeira vez, apoiando a teoria de que esses corpos cósmicos entregaram os ingredientes para a vida na Terra, disseram pesquisadores na sexta-feira. Além do aminoácido glicina simples, o instrumento também encontrou fósforo. Os dois são componentes-chave do DNA e das membranas celulares. "Demonstrar que os cometas são reservatórios de material primitivo no Sistema Solar, e vasos que poderiam ter transportado esses ingredientes vitais para a Terra, é um dos principais objetivos da missão Rosetta, e estamos satisfeitos com esse resultado".

Panspermia, não é uma explicação viável para a origem da vida
http://reasonandscience.heavenforum.org/t1362-panspermia#1926

A química acontece, e moléculas interessantes se formam no espaço; E daí? Não vai ajudar os crentes na origem naturalista da vida. Então, eles encontraram glicina, o aminoácido mais simples e único não-quiral. Os biólogos disseram aos astrônomos que buscam os blocos de construção da vida no espaço, porque eles estavam tendo dificuldade em produzi-los na Terra. Eles precisariam de megatons de aminoácidos e bases de ácido nucleico para chover na Terra para qualquer esperança de obter concentrações bem-sucedidas, mas a carga preciosa seria sujeita a rápida degradação por água, oxigênio, luz UV e reações cruzadas nocivas. Mesmo assim, eles seriam misturas de formas esquerda e direita, sem desejo nem poder para se organizar para tornar-se  cientistas que pudessem inventar ciências estranhas como essa.
.
Seguindo as questões não resolvidas da biossíntese de nucleotídeos
http://reasonandscience.heavenforum.org/t2028-biosynthesis-of-the-dna-double-helix-evidence-of-design#3426

Glicina
http://reasonandscience.heavenforum.org/t1740-origin-of- thecancanical-twenty-amino-acids-required-for-life#5731

A ligação do cromóforo a opsina é essencial para desencadear a mudança conformacional.

Isso significa que tinha que haver um ajuste fino e vários fatores instalados de forma correto, a dizer :

1. uma ligação de base chamada Schiffbase
2. Um residuo de amino acido chamado Lys296 onde o cromóforo retinal se liga de forma covalente
3. a cadeia lateral do residuo para ligar a base
4. um resíduo de aminoácido essencial chamado "contra íon". O contra-ião, um resíduo de aminoácido carregado negativamente que estabiliza uma carga positiva no cromóforo de retinilideno, é essencial para que a rodopsina receba luz visível.
5. Existe um papel fundamental da ligação covalente entre o cromóforo retinal e o resíduo de lisina na posição 296 na via de ativação da rodopsina

Resíduos importantes para estabilizar a estrutura terciária
Uma ponte dissulfureto (S-S),
um sitio  de glicosilação amino-terminal (N)
ativação / desativação de fotopigmentos (por exemplo, sítios de fosforilação de terminal carboxilo (C)
Ancoragem de membrana (por exemplo, locais de palmitoylation)

Na sétima alfa helice tem que ter  uma lisina. Se a isomerização não ocorreria, nenhuma mudança conformacional, não teria transdução de sinal e visão não apareceria na Terra em organismos biológicos







Os compostos ou moléculas orgânicas são, na sua generalidade, as substâncias químicas que contêm na sua estrutura Carbono

https://creation.com/vision-control

1. https://droso4schools.wordpress.com/l5-vision/


3. 
Observe o Músculo oblíquo superior e a Trochea neste exemplo no olho humano. O interessante é a rodinha. O músculo passa por esta pequena  roda. Isso muda a direção do oblíquo superior. O músculo dá uma volta em  um ângulo agudo. Claramente, a menos que todas as partes diferentes estejam presentes, o sistema não funciona corretamente. Ninguém iria sugerir que um dispositivo  com uma função tão específica poderia ter se desenvolvida por uma série longa de mutações acidentais e seleção natural, não importa quanto tempo esperamos. No entanto, isso é o que os proponentes da evolução desejam que acreditemos. e não mencionei o sistema de controle incrivel que orquestra todos os doze músculos oculares, dos quais, se não estivessem todos presentes, qualquer um deles, individualmente, seria inútel.  

4
A reação de inclinação ocular. 
Quando a cabeça está inclinada para um lado, ambos os olhos rolam na direção oposta para manter uma visão vertical . Esta resposta reflexa  ocorre de forma extremamente rápida , em cerca de 10 milissegundos após a estimulação  na orelha interna. A altura de cada olho é ajustada ao mesmo tempo. Ou seja: O músculo oblíquo superior atua em conjunto com o músculo oblíquo inferior para "manter nossa visão horizontalmente nivelada, independentemente da posição do olho na órbita". A seleção natural de Darwin * não pôde escolher ESTA CONFIGURAÇÃO  pois a rodinha não teria função sem o músculo, e viceversa. Qualquer estágio evolutivo que teria conduzido a esta configuração, antes de qualquer funcionalidade muscular através da fiação, teria tido que progredir por mutações puramente aleatórias, o que teria que modificar todos os tipos de tecido necessários para alcançar essa funcionalidade.

Agora vamos ao nível molecular.



Last edited by Admin on Thu Nov 02, 2017 9:15 am; edited 2 times in total

View user profile http://elshamah.heavenforum.com

6 Re: Perguntas .... on Mon Oct 30, 2017 3:29 pm

Admin


Admin
1.
Bom dia. Meu nome é Otangelo Grasso, sou suiço - italiano, e moro em Aracaju, casado com uma Sergipana, e tenho uma filha de 4 anos. Agradeço aos organizadores, pelo evento, e pelo convite. 

E um prazer, e uma honra  poder estar aqui com  vocês. 

Eu vou falar  sobre a fascinante maquinaria da vida,  em particular sobre uma extraordinária  alga unicelular chamada Chlamydomonas.  

Primeiro vamos dar uma olhada de perto no sistema de visão dessa alga que é o estigma, ou  mancha ocular, e vou demonstrar porque a única explicação racional para a sua origem é o design inteligente, e  o mecanismo evolutivo não é uma explicação viável. 

2.
Na segunda parte , iremos dar uma olhada nas fantásticas rodovias intracelulares destas algas, nas quais proteínas de motores  se locomovem como nós, com duas pernas e braços,  levando sua carga ao destino correto, e assim constroem os órgãos internos, como olhos, flagelos e outras partes. 

No final, irei deixar os links para minha livraria virtual, e livros para quem quiser estudar e conhecer mais sobre o design inteligente.

3.
Há 300 anos atrás, quando começaram a nascer as ciências modernas, se acreditava que os corpos biológicos eram constituídos por maquinas não visíveis sem o microscópio, funcionando semelhante a maquinas feitas pelo homem. 
Esta visão derivou, em parte, dos gregos antigos, que acreditavam que o Universo era composto de minusculas partes como átomos. 

Marcello Malpighi, um dos maiores cientistas há 300 anos atrás, escreveu:
"A natureza, para realizar as maravilhosas operações em animais e plantas, tem usado um número muito grande de máquinas, que são feitas por partes extremamente minúsculas, que formam um órgão maravilhoso, cuja composição geralmente é invisível a olho nu, sem o auxílio do microscópio.

4.
Uma questão emblemática é a questão da visão, e como o olho poderia ter evoluído por seleção natural. 
Darwin é freqüentemente citado como vendo a evolução do olho como uma dificuldade significativa para sua teoria. Mas depois ele dá uma suposta solução.

Ele escreve: 
A razão diz-me que se se puder mostrar que existem numerosas gradações a partir de um olho perfeito e complexo e um muito imperfeito e simples, sendo cada grau útil ao seu possuidor; se além disso o olho variar muito ligeiramente e as variações forem herdadas, o que seguramente acontece; e se qualquer variação ou modificação no órgão for alguma vez útil a um animal sob condições de vida variáveis, então a dificuldade de acreditar que um olho perfeito e complexo se podia formar por meio de selecção natural, embora insuperável pela nossa imaginação, não deve ser considerado subversivo a teoria. 

O problema é que o olho sozinho  não tem função. Ele é  SEMPRE conectado a outras partes - até mesmo o olho mais simples conhecido. Ou seja, há sempre uma INTERDEPENDENCIA ENTRE varias partes, portanto, se quiser explicar a evolução do olho, tem que explicar a evolução simultânea do sistema e de todas as partes envolvidas.  O olho humano não tem função, se não estiver interligado com o cortex cerebral mediante o nervo ótico.  
Se quiser explicar a origem deste sistema mediante mecanismos evolutivos, tem que explicar a transformação  sincronizada entre as partes. 

5.
Em 1994,  Nilssen publicou um artigo cientifico que se tornou referencia para explicar a evolução do olho. O artigo começa com uma mancha ocular plana,  e depois de uma sequencia de fases evolutivas, no final tem um olho complexo de câmera.  

Na última sentença do artigo,  o autor escreve: "O olho nunca foi uma ameaça real para a teoria  de Darwin". 

6. O problema é que manchas oculares são também extremamente complexas, e o autor não começou sua narrativa, explicando como a mancha ocular poderia ter evoluida. O mesmo problema que mencionei acima referente ao olho humano, se aplica também a mancha da alga. A mancha ocular só teria função se estiver acionando um sinal para o flagelo da alga, em que direção nadar. Ou seja, o sistema como um todo tem que ser explicado. 

Algas são a base da cadeia alimentar em nosso planeta, e assim,  os organismos mais importantes, ecologicamente falando. 
Alem de que são responsáveis por 80% do oxigênio no ar que respiramos.  

7.
Manchas oculares são feitas de proteínas, que são os motores nas células,  e estão presentes em todas as células, e tem muitas funções nos organismos. 

8. 
Em 2006, um estudo cientifico detectou em torno de 200 proteínas diferentes no estigma, a mancha ocular em organismos unicelulares. Em 2015, estudos mais avançados e detalhados detectaram mais de 740 proteínas diferentes. Somente da proteína mais importante para visão, a Rodopsina, uma única  mancha ocular contém 15 milhões de unidades de rodopsinas, que são substituídas e renovadas por novas constantemente. A mancha ocular tem uma estrutura elaborada de alta complexidade.

9.
Todo olho, todo sistema de visão, da mancha ocular , até o olho humano, tem rodopsinas, uma proteína que consiste em dois componentes.  Uma é a opsina que é uma Proteína transmembranar com 7 hélices , isto quer dizer que ela passa de um lado da membrana da célula até a outra,  e a segunda é retinal, um cromóforo ligado á sétima hélice da opsina, que juntas formam as chamadas rodopsinas. As duas trabalham em conjunto. A luz bate em retinal, que muda de forma física, e aciona a opsina, que aciona uma cascata de eventos subsequentes que no final emitem um sinal que a célula processa de varias maneiras. Elas se encontram em todos os sistemas de visão.  Saber como dobrar a  proteína é essencial porque as proteínas devem assumir a estrutura 3D correta. 

10.
Se a opsina  estiver dobrada da forma errada, ela vai ser tóxica. E ela só vai ter função com um tamanho minimo , constituída por uma cadeia de aminoácidos , enfileirados na sequencia correta. 

No caso da opsina, o tamanho médio é em torno de 350 amino ácidos. Imagine, que em cada posição, a célula tem que escolher entre 20 amino ácidos diferentes, e só um dos 20 é o correto, e confere função no final. Nos podemos propor evolução, mas a opsina só vai dobrar e ter função,  se chegarmos ao tamanho mínimo de em torno de 350 aminoácidos. 

E para isto ocorrer, teríamos uma entre a potência de 450 possibilidades. 

11.
Vou lhe dar uma idéia do tamanho destes números. 
Acreditar que uma  proteína funcional deste tamanho poderia surgir naturalmente, é como acreditar que você iria ganhar na loteria o maior prêmio  acertando seis números, durante todos os dias de a sua vida. Resumindo : E impossível.  Este fato, por si só,  basicamente põe a teoria de Darwin em cheque para explicar a origem da opsina - e , na verdade de toda biodiversidade.  

12.
Recentemente,  um artigo cientifico  reportou a descoberta de 7 vezes maior complexidade de dobragem de proteínas em Rodopsinas do que anteriormente acreditado!  O líder do projeto, Tom Perkins disse : "O aumento da complexidade foi deslumbranteSe você perde a maioria dos estados intermediários, então você realmente não entende o sistema". A precisão de como uma proteína tão minúscula como opsina se dobra é absolutamente desconcertante. 

13
Retinal é a segunda molécula, que junto a opsina, forma a rodopsina. 
Ela é uma molécula anexada no meio das sete hélices transmembranares da opsina, e fundamental para visão.  Para funcionar, a estrutura dela também precisa ser correta em todos os detalhes.   Ela  é uma molécula única com um design químico que permite a interação ideal com a opsina, e este ajuste fino é essencial para que o mecanismo funcione. A luz do sol bate em retinal, e  no prazo de picossegundos, ela  muda de forma, é como se estivesse ativando um disjuntor. 

Os elétrons que circulam na molécula de retinal são redistribuídos, e isto provoca uma rotação em um local específico, e  o movimento desta rotação muda a forma física de retinal e ativa a opsina, e  toda uma cadeia e processos  complexos de vários passos, que no final permitem a visão, ou outras funções, como direcionar o flagelo na alga.  

Aqui vocês percebem, que são estes detalhes  que explicam como as coisas a nível molecular funcionam, e a pergunta relevante é: 
Como Retinal obteve sua forma atomica funcional correta, se todo o arranjo tem que ser correto desde o início ? 

14.
O bolso aonde Retinal é inserida tem a estrutura e o tamanho também preciso, correto, e exato. Quando a opsina percebe a mudança de retinal, uma transformação fisica extremamente complexa ocorre na opsina, aonde ela muda de forma em várias etapas, entre as quais a sexta hélice faz um movimento, que aciona em seguida toda uma cadeia de transdução de sinal,  e no caso da alga, um fluxo de cálcio e outros processos celulares, que acionam o flagelo para nadar na direção correta.  

Supõe se que opsinas surgiram de uma familia ancestral de proteinas chamadas de Receptores acoplados à proteína G que tinham outras funções do que a visão, e não tinham retinal. A evolução teria que ter tido  antevisão para  evoluir  e criar um bolso para poder inserir retinal, e criar um novo mecanismo funcional.  Teria que existir, já prontinho, um metodo de fabricação de  Retinal, e os mecanismos para inserir  e fixa-la no lugar certo, na sétima hélice da opsina e no lugar certo desta hélice. 

15.
O tamanho do problema se torna mais evidente, se considerarmos a complexidade para produzir Retinal. Um artigo informa sobre uma conservação evolutiva intrigante dos principais componentes envolvidos na produção e reciclagem de retinal. A síntese de retinal precede uma via complexa de vários passos enzimáticos a partir de moléculas de carotenoides encontradas em plantas. Não haveria nenhuma vantagem evolutiva para evoluir tal  processo de biossíntese, e suas enzimas, que são como os robôs em uma linha de montagem, a menos que houvesse como saber de antemão a utilidade que Retinal iria ter, e a forma que iria precisar,  para poder  encaixa-la no bolso da opsina para formar uma proteína Rodopsina funcional.

17 enzimas e passos corretos são necessários para produzi-la. . 

Outro fato  extraordinário é  que a rodopsina consegue reconhecer apenas um único fóton, a menor entidade física  com propriedade quântica. Qualquer detector feito pelo homem precisaria ser resfriado e isolado do ruído para alcançar tal façanha. O olho pode  reconhecer de alguns fótons  até ao níveis de luz  10 bilhões de vezes maior.  

No livro: Evolução dos pigmentos visuais e não visuais, o autor confessa:
A evolução inicial da opsina permanece um mistério surpreendente, e há muitas questões ao longo de sua história evolutiva para a qual não temos respostas.

E o autor de um outro artigo escreve:
O enigma original de Darwin sobre a evolução ocular parece agora  estar em um nível molecular.

16.
Uma alga detectar a luz é uma coisa, mas para  nadar, precisa ter um dispositivo para nadar; que são os flagelos.  Seguem os componentes essenciais para alcançar este objetivo

1. um fotorreceptor que detecta a luz, que são as rodopsinas
2  pontos de pigmentos que refletem a luz para opsina e a ajuda a perceber a direção da luz solar para o organismo a se orientar. 
3  um sistema de informação entre a mancha ocular e o flagelo, geralmente mediante sinalização com calcio.
4. O flagelo para poder se locomover. 
 
Este é um sistema interdependente . Esta é uma explicação simplificada. Na verdade, todo o processo é muito mais complexo

Não são apenas quatro, mas 11 passos essenciais, e se algum deles faltar, a alga não pode reagir as variações da iluminação solar. A seleção natural não selecionaria nenhum passo evolutivo intermediário, já que o sistema, se não tiver todos os componentes e o sistema no lugar , não seria um sistema funcional. Nenhum passo intermediário tem função.

18.
A segunda estrutura notável é o flagelo, que é o mascote do movimento do Design Inteligente.  O flagelo bacteriano usa mais de 60 proteínas estruturais. 

19
Enquanto isso, os flagelos usados em células eucarióticas, das quais as algas Chlamydomonas fazem parte,  usam mais de  650 proteínas diferentes. Todas necessárias. Uma complexidade estrondosa. 

O que ajuda a montar o flagelo é a centriola , localizada na base, ou no pé do flagelo. 

20. 
A centriola  organiza a montagem dos flagelos. Pelo menos 13 complexos de proteinas são necessárias para montar esta parte. Cada uma dessas 13 proteínas é essencial, se uma faltar, não tem como montar a Centriola. 24 

21.
Para  montagem deste Flagelo, são usados rodovias intracelulares! E pelo menos 500 proteínas são necessárias. 
O transporte intra flagelário  é um meio altamente orquestrado e dedicado ao transporte de proteínas nos  flagelos. Uma vez que o flagelo não possui ribossomos, todos os componentes necessários para a sua construção devem  ser sintetizados no citoplasma e, em seguida, importados para o flagelo, transportados em rodovias no flagelo,  antes de chegar à ponta distal. Em 1993, um transporte ativo como se fossem minúsculos "robôs com duas pernas e braços" foi descoberto dentro do flagelo de organismos unicelulares como algas, e denominado transporte intra flagelar. Este transporte desempenha um papel fundamental na construção do flagelo, pois sua inativação bloqueia a formação do flagelo em todas as espécies estudadas até agora. Todas as células eucarióticas tem tipo uma antena, com a estrutura igual ao flagelo. Estudos em 2007 descobriram que uma das proteínas de transporte envolvida, chamada de  BBSome, se houver mutação, o tornará cego, obeso e surdo, irá destruir seu sentido do cheiro, e fará com que  dígitos e dedos extras cresçam e faz com que os rins falhem.  Se considerarmos não só as proteínas estruturais do flagelo, mas também todas as proteínas necessárias para montá-lo, parece que a teoria de Darwin perdeu mais um pouco de credibilidade..... 

22.
As algas sincronizam sua natação mediante seus dois grandes flagelos fazendo um movimento  extremamente elegante. Embora pareça simples, esse movimento envolve dez mil máquinas moleculares complexas trabalhando em conjunto. Milhares de cílios que estão  em uma superfície podem bater em sincronia para executar coletivamente uma tarefa. Mesmo as células não conectadas podem sincronizar suas batidas. Como eles são capazes de fazê-lo?  À medida que cada flagelo bate , isso perturba o líquido em torno dele, gerando um fluxo de fluido periodicamente variável que exerce forças de fricção em outros flagelos próximos. Isso combina mecanicamente os flagelos uns aos outros, e se este acoplamento hidrodinâmico for forte o suficiente para superar tanto o ruído quanto a falta de correspondência nas freqüências de batimento natural, então o flagelo se sincroniza de forma puramente auto-organizado.

Impressionante e admirável, para dizer o mínimo !! 

23.
Com isso, termino minha palestra. Se alguem quiser conhecer mais minhas pesquisas, podem acessar online as duas livrarias virtuais em forma de  forum: 

Evidências de Deus , uma fé racional, 

e em inglês:
Intelligent Design, the best explanation of Origins aonde tem quase 3600 postagens.

além dos dois widbooks , que podem ser lidos online, o primeiro:

Design inteligente, a melhor explicação para a origem do universo e o planeta terra, e
Evidências de Deus , uma fé racional

e o livro : A molecula de Deus

Obrigado pela atenção, e se houver dúvidas, estou a disposição de voces para responder as perguntas.
























View user profile http://elshamah.heavenforum.com

7 Re: Perguntas .... on Fri Dec 01, 2017 5:17 pm

Admin


Admin
Title Page
Copyright page
Dedication
Figures and Tables
Authors' Note
Acknowledgments
Introduction
Part I: The Mystery Unfolds
1. Questions, Questions—Always Questions
2. Are There Any Answers?
3. Putting Creation to the Test
4. The Naturalistic Approach
Part II: The Facts of Life
5. An Early or Late Apperance?
6. A Slow or Sudden Arrival?
7. Where's the Soup?
Part III: From the Bottom Up and Top Down
8. The Search for Chemical Pathways
9. Look! Only One Hand
10. The Codes of Life
11. Beneficial Boundaries
12. Life's Minimum Complexity
Part IV: Looking for Loopholes
13. Extreme Life
14. Life on Mars?
15. Europa and Beyond
16. Life, Seeded on Purpose
Part V: A Model for Life
17. Solving the Mystery
Epilogue
Appendix A: Biblical Creation References
Appendix B: Carbon-12 Enrichment in Photosynthesis
Glossary of Terms
About the Authors
About Reasons to Believe
Endorsements
Notes

View user profile http://elshamah.heavenforum.com

Sponsored content


View previous topic View next topic Back to top  Message [Page 1 of 1]

Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum